Natação

Treino de natação: veja aqui como melhorar a performance da pernada

treino-de-natacao-veja-aqui-como-melhorar-a-performance-da-pernada.jpeg
Escrito por Academia Boa Forma

Um treino de natação adequado deve levar em consideração todos os aspectos técnicos dos nados. Isso inclui não só as braçadas como as pernadas, uma vez que esses dois movimentos combinados são os responsáveis pelo deslocamento em meio líquido.

No artigo de hoje nós mostraremos como você pode melhorar a sua pernada no nado crawl e no nado costas, contudo, as dicas aqui apresentadas também podem servir de fundamento para o nado borboleta e para o nado peito.

Ficou interessado(a) para saber quais são essas dicas? Continue lendo!

Inicie seu treino de natação pensando no desenvolvimento da técnica

É muito comum tentar aumentar o volume de voltas e a intensidade do seu treino de natação para buscar atingir melhores resultados. Contudo, nada supera uma boa técnica, e sugerimos que esse seja o seu ponto de partida.

Sem se preocupar com o número de voltas e com a intensidade do seu treino, você deve, em primeiro lugar, refinar os movimentos dos membros inferiores de todos os tipos de nado. Isso significa dizer que você deve perder bons minutos (se possível horas) tentando realizar as pernadas da maneira mais perfeita possível.

Tente tirar pelo menos 15 minutos de cada treino para se dirigir apenas a esse aspecto. Dentro de algumas semanas é bem possível que você veja uma melhora considerável do seu deslocamento na piscina.

Lembre-se que não adianta realizar treinos longos e intensos tendo uma técnica pouco desenvolvida — pessoas que optam por esse tipo de treino acabam se lesionando em longo prazo.

Portanto, apenas foque nos membros inferiores para elevar o seu nível na natação. As pranchas são excelentes para o desenvolvimento da performance da pernada do nado crawl, borboleta e peito — para o nado costas não há tanta necessidade.

Relaxe as pernas, mantenha o ritmo e lembre sempre do seu quadril

Muitos iniciantes imaginam que para ter uma boa pernada é necessário aplicar muita força, mas, na verdade, isso é contraprodutivo.

O ideal é que você relaxe a musculatura das suas pernas e mantenha um ritmo constante. Esse ritmo não precisa ser rápido no início, uma vez que o ideal é que você consiga desenvolver a sua técnica e a sua musculatura para conseguir um maior condicionamento físico para nadar longas distâncias.

Movimentos curtos também são uma boa maneira de evoluir a técnica da sua pernada e outro ponto que você deve manter atenção em relação ao seu quadril. Bons nadadores conseguem transferir a potência do seu nado por meio de um pequeno movimento da anca.

A força da sua pernada deve vir inicialmente de um sutil movimento da sua cintura e em seguida dos movimentos das suas coxas, joelho e tornozelo.

Obviamente, esse movimento é mais acentuado no nado borboleta, uma vez que ambas as pernas fazem o movimento ao mesmo tempo. Contudo, o nado crawl e o nado costas também podem apresentar indícios dessa técnica.

Já no nado peito, esse movimento do quadril é menos aparente — e alguns diriam que até mesmo necessário, sendo mais importante toda a coordenação dos membros inferiores com os membros superiores.

Com todas essas dicas em mente é possível melhorar o seu rendimento físico total, seja qual for o nado que você esteja desenvolvendo. Não se esqueça que é fundamentalmente importante que você passe a criar séries que correspondam ao seu objetivo — peça ajuda ao seu professor.

Este foi o nosso artigo sobre o treino de natação! Esperamos que você tenha gostado! Ficou com alguma dúvida? Escreva nos comentários abaixo!

Sobre o autor

Academia Boa Forma

Deixar comentário.

Share This
Navegação