Positividade e exercícios físicos: como a Dona Cecília se mantém ativa na quarentena

Já faz alguns dias que o assunto na televisão é o mesmo, você reparou? Só se fala em Coronavírus! Para mim, que tenho 84 anos e estou no grupo considerado de risco, estar bem informada é ainda mais importante para que eu saiba como me proteger.

Estou cumprindo quarentena em isolamento social e confesso que no início, apesar de entender a importância de ficar em casa sem contato físico com outras pessoas, fiquei um pouquinho chateada. Mas aos poucos, fui entendendo que isolamento social não é a mesma coisa que isolamento afetivo e comecei a descobrir (e redescobrir), uma série de coisas que me dão prazer e podem ser feitas daqui mesmo, do meu cantinho.

Prazer, meu nome é Cecília. E é sobre essa mudança repentina no meu dia-a-dia que vou contar um pouquinho aqui para te mostrar como o carinho pode tornar esses dias mais leves!

Como era a minha rotina antes do isolamento social?

Para você saber os motivos que me fizeram ficar mais “amoadinha” quando tudo isso começou, vou compartilhar um pouco sobre a minha rotina! Acordo todos os dias às 6 horas da manhã, passo o meu café, como uma fruta e um pãozinho para me dar energia, pois a minha segunda atividade do dia é correr para a academia!

Isso mesmo, eu me exercito diariamente. Sempre soube que essa era uma rotina importante para me manter saudável, mas desde que o doutor me recomendou uma atividade física frequente, isso se tornou prioridade.

Lá, além de manter o condicionamento físico com a musculação, eu pratico yoga, alongamento e natação. Os professores são incríveis, pois me incentivam continuamente a dar o meu máximo e respeitam os limites dos meus movimentos.

E assim fiz grandes amigos! São pessoas que me animam a manter essa rotina e garantem o alto astral. E que saudade que eu estou desse pessoal, viu?

E como ficou depois da quarentena?

A primeira semana em casa foi de descobertas. A mudança repentina e a falta da minha rotina agitada, fez com que eu me sentisse um pouco sozinha. Mas nesses dias, eu descobri que eu poderia fazer inúmeras atividades daqui mesmo do meu cantinho e redescobri coisas que gosto de fazer.

Foi aí que eu entendi que o isolamento social nada tinha a ver com isolamento afetivo. Converso sempre com meus filhos e netos pelo celular e fazemos muitas chamadas de vídeo! Quem diria, hein? Estou craque nessas tecnologias! Me aquece o coração saber que posso vê-los, mesmo que a distância – e como é bonitinho ver a preocupação deles comigo…

Também continuo mantendo contato com o pessoal da minha academia, a Boa Forma. Em um momento complicado como este, eu percebi que a preocupação deles com a saúde dos alunos vai muito além da presença na academia. Os profissionais (uns queridos!) enviaram vídeos com instruções de exercícios para mim e todos os meus colegas.

Bateu a curiosidade sobre a minha nova rotina? Vem que eu vou te contar!

Começo o dia praticando meditação

Mantive todos os meus horários e recomendo isso a você também, tá bom? Nosso corpo é danado e se a gente tira ele do ritmo, depois ficamos preguiçosos — e isso não é bom!

Eu sempre fui muito agitada, mas nesses últimos tempos, tenho aprendido o valor de parar e apreciar o momento presente. E olha que nunca foi tão bom ficar “sem fazer nada” por alguns instantes. Percebo que esse início de dia me ajuda – e muito – a não ficar ansiosa e muito menos tensa com tudo o que tem acontecido no mundo. São grandes os aprendizados eu tenho toda vez que me volto para dentro de mim mesma e os áudios de meditação que tenho ouvido são tão lindos que até me emociono algumas vezes!

Mantenho meu corpo em movimento

Coloco uma música no meu celular (sim, eu também aprendi e nem é tão difícil!) e coloco o corpo em movimento pelo menos uma vez ao dia. Levanta, abaixa, levanta, abaixa, levante e abaixa. Na minha cabeça vem a voz dos meninos da academia e a motivação aumenta!

Tudo bem que aqui em casa não tem aquele tecido que eu adoro me pendurar para ficar retinha nas posturas de yoga – sim, eu faço até as invertidas! Mas daqui mesmo da minha sala eu consigo praticar alguns exercícios que me mantém ativa e feliz. O treino que a academia preparou, tem tudo o que eu preciso para manter este hábito enquanto for preciso ficar em isolamento.

Encontrei um canto tranquilo para colocar o meu tapete de yoga e manter a rotina de alongamentos e posturas. Ah, e não é porque estamos em casa que vamos deixar de nos vestir adequadamente, né? A mesma roupa que coloco para ir à academia, eu uso aqui nos meus exercícios.

Que delícia de momento! Mas eu sinto falta da aula coletiva e dos meus amigos queridos, pois todo o dia a gargalhada é garantida. Ainda bem no WhatsApp, continuamos com a mesma sintonia e ainda compartilhamos essa nova rotina.

Não descuido da alimentação

Eu já estava até um pouco enferrujada na cozinha, mas tratei de aproveitar esse momento para descobrir novas formas de manter a saúde em dia. Duas dicas quentinhas que eu tirei dos livros de medicina natural da família são: inhame e ora-pro-nóbis. Esses dois fazem um bem tão grande para a nossa saúde que você nem calcula! Não passo um só dia longe dessa dupla e sem ir pra cozinha com prazer.

Sem contar as memórias afetivas que ela nos traz, não é mesmo?! Cozinhar é isso: reviver bons momentos e viajar para longe sem nem precisar sair de casa!

Redescobri paixões!

A maior disponibilidade de tempo também me trouxe de volta uma grande paixão: os romances! Ah, como eu adoro essas histórias que aquecem o coração e nos levam de volta para momentos especiais da vida.

Retomei o amor pela leitura e comecei até a assistir filmes pelo tal do Netflix. Já tenho essa novidade aqui em casa há algum tempo, mas confesso que nunca tinha parado para descobrir o que tem lá dentro. Mas nesses últimos dias, eu encontrei todos os meus filmes favoritos e posso assistir quando quiser! É uma maravilha!!!

E os livros? Eu tive um reencontro com histórias que sempre amei e descobri algumas que moravam aqui nas minhas prateleiras sem nunca terem sido visitadas. Aproveito o final da tarde para mergulhar nos romances, conhecer lugares, pessoas com narrativas semelhantes às nossas e roteiros incríveis que aquecem o coração!

E nem mesmo quando estou lendo ou assistindo filmes que eu fico completamente parada não, viu?! Faço giros com os pés para ativar a circulação, aperto a minha bolinha de exercícios para as articulações e de tempos em tempos, levanto para buscar uma água e aproveito para fazer exercícios rápidos de respiração que protegem o pulmão.

Temos que manter o corpo todo ativo para poder voltar com tudo! E você, está fazendo isso também? Se não está, já pode começar, viu?! Porque quando tudo isso passar, quero ver minha turma da academia cada vez maior. E fica tranquilo que além de todos os benefícios para a saúde, a diversão é garantida!!!

A quarentena está aí, mas já já ela passa e o mundo estará melhor! Por enquanto, a gente tem que se proteger e impedir que o vírus se espalhe. Tudo isso que eu te contei aqui, me deixa mais forte… mas não é por isso que eu vou dar moleza não! Continuarei na minha casa descobrindo novas paixões e alimentando o prazer de estar comigo mesma! Ah, mas não se esqueça que isolamento social não é a mesma coisa que isolamento afetivo, hein?! Mantenha contato constante com sua família e amigos mesmo que só por telefone ou chamadas de vídeo. O abraço? Espera só mais um pouquinho que quando ele vier, será o melhor de nossas vidas!

Gostou da minha história? Então manda para quem você acha que vai gostar também e fique a vontade para compartilhar nas redes sociais e grupos de whatsapp. Aproveita e compartilha comigo um pouco de como tem sido sua experiência também! Que tal? Escrever faz um bem danado…

Ah, e não se esqueça! Cuide da corpo, da mente, da alma… e #FiqueEmCasa!!!

Um abraço – virtual – da Cecília!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This