Exercícios Físicos

Quais atividades físicas ajudam o desenvolvimento motor das crianças?

quais-atividades-fisicas-ajudam-o-desenvolvimento-motor-das-criancas.jpeg
Escrito por Academia Boa Forma

A prática regular de atividades físicas é um costume que só tem benefícios a oferecer e, quanto mais cedo adotamos esse hábito saudável, melhor.

As crianças não só podem, como também devem praticar atividade física regularmente. Isto porque os exercícios ajudam no desenvolvimento motor e intelectual, deixam a criança mais alerta e inteligente, oferecem maior qualidade de sono e as tornam muito mais saudáveis!

Mas, afinal, quais são as atividades físicas que mais ajudam no desenvolvimento motor das crianças? Confira agora!

Quais são os benefícios das atividades físicas na infância?

Desenvolvimento dos ossos

As atividades físicas na infância ajudam a estimular o desenvolvimento ósseo e o seu fortalecimento, um benefício que se reflete durante a vida toda diminuindo o risco de osteoporose na vida adulta.

Segundo uma pesquisa feita por Crésio Alves e Renata Villas Boas Lima, qualquer tipo de treinamento — seja de impacto e força, seja aeróbico — promove o aumento da densidade mineral óssea quando comparado à não-realização de algum tipo de atividade.

Crescimento

Os exercícios físicos estimulam o crescimento infantil, pois quando os músculos são contraídos durante a atividade os ossos também respondem ao estímulo, tornando-se maiores e mais fortes. É por isso que crianças mais ativas tendem a ter um desenvolvimento melhor e se tornarem mais altas em relação às crianças que não praticam nenhum tipo de atividade física.

Estímulo à vida saudável

O risco de sedentarismo na vida adulta também diminui muito quando a prática de atividade física é um hábito que vem desde a infância. Com isso, a criança cresce com maior qualidade de vida e saúde, reduzindo os riscos de problemas cardíacos na vida adulta.

Controle do peso

A prática de atividade física ainda é uma excelente forma de manter a criança com um peso adequado, pois os exercícios contribuem para a queima de gordura que pode se acumular nos vasos sanguíneos desde a infância.

Melhora na autoestima

Crianças que praticam atividades físicas ainda têm mais autoestima, confiança e são mais felizes, tendo mais facilidade em demonstrar o que sentem facilitando sua relação diária com pais e professores!

Aumento de foco na escola

De acordo com uma matéria publicada pela Revista Crescer, a prática de exercícios é excelente para crianças que sofrem com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). O artigo leva em conta um estudo publicado no The Journal of Pediatrics, da Universidade de Michigan (USA). Nele, as pesquisas constataram que até 20 minutos de exercícios diários podem ajudar muito na performance cognitiva.

O benefício também se estende às crianças que não sofrem com nenhum transtorno do gênero, fazendo com que mantenham o foco por mais tempo e sejam intelectualmente mais produtivas. 

Aprendizado divertido

Fato é que todas estes benefícios listados acima só fazem sentido para os adultos. Os pequenos querem mesmo é brincar e se divertir. Isso é possível por meio dos esportes, pois eles são lúdicos e também entretêm conforme são praticados.

Quais são os melhores exercícios?

Existe uma variedade enorme de atividades físicas para que a criança e os pais escolham, lembrando que é preciso levar em consideração o tipo físico da criança, a faixa etária e sua aptidão. Dentre as muitas opções, temos:

Natação

Nadar oferece muitos benefícios. A atividade ajuda a melhorar:

  • a respiração; 
  • o condicionamento cardiovascular da criança;
  • a prevenção de diversas doenças respiratórias
  • a coordenação;
  • a flexibilidade;
  • a força e a resistência dos músculos;
  • a autoconfiança;
  • as noções de espaço e tempo,
  • o apetite;
  • o sono.

Futebol

Este esporte coletivo inclui muita corrida, sendo assim é uma excelente opção para melhorar a resistência da criança e fortalecer ossos e músculos das pernas. Também ajuda a aprimorar as tomadas de decisão individuais e coletivas. O melhor de tudo: pode ser praticado em família!

Judô e karatê

Ambos são esportes que possuem ensinamentos sobre a importância de respeitar as regras, além de envolver muito controle dos movimentos. Como são atividades de grande impacto, são ótimas para estimular o fortalecimento dos ossos e o crescimento.

Balé

A clássica modalidade de dança oferece uma excelente melhora na postura da criança e no aumento da flexibilidade de seus músculos e articulações. Ainda torna o corpo mais alongado e esbelto.

Jiu-jitsu

A atividade envolve toque físico, proximidade e uma necessidade de olhar diretamente nos olhos do parceiro no treinamento, trabalhando a autoconfiança da criança que se torna menos tímida.

Handebol

Trata-se de um dos esportes mais praticados nas escolas. Ele tonifica a musculatura e ajuda bastante na coordenação motora. Por ser muito dinâmico, ele também instiga o raciocínio a ser rápido. 

Vôlei

Certamente é um dos esportes que mais ajuda a desenvolver a capacidade de se trabalhar em grupo. Seus ganhos também valem para o aprimoramento de uma boa noção espaço-temporal. 

Basquete

Fortalece os músculos e possibilita a evolução da agilidade infantil. Como se não bastasse, pode ser praticado tanto em ambientes fechados quanto em locais abertos.

Circo

As atividades circenses são, na verdade, um conjunto de práticas diferentes. Todas ajudam na flexibilidade ou propiciam o fortalecimento muscular. O mais interessante de tudo é que elas também geram benefícios para a criatividade das crianças e são muito divertidas. 

Todas essas atividades proporcionam um excelente trabalho físico, estimulando o desenvolvimento motor da criança.

Qual é a indicação de acordo com a idade?

Desde os primeiros meses de vida os bebês já podem interagir com os pais em algumas atividades, como o alongamento, a yoga e os exercícios na piscina. Contudo, é indispensável contar com a orientação de profissionais qualificados para criar um programa de exercícios que sejam seguros para os pais e os pequenos durante a execução dos movimentos.

Antes dos cinco anos de idade, o ideal é que os exercícios físicos sejam mais relacionados a brincadeiras, como correr, saltar e brincar de pular corda. São atividades mais livres, mas que já oferecem um excelente trabalho de coordenação, reflexo e equilíbrio. A partir dos cinco anos de idade a criança já pode ser inserida em modalidades esportivas mais específicas, como a natação, o futebol e o balé, por exemplo.

Quais cuidados se deve ter?

A hidratação é um ponto que não deve ser descuidado de nenhuma forma. Assim como os maiores, as crianças precisam repor a água e os nutrientes que perdem durante as atividades físicas. O aquecimento e o alongamento também são imprescindíveis. Afinal, eles ajudam a prevenir lesões musculares e outros machucados mais sérios. Fazê-los desde cedo auxilia na manutenção de tais práticas no decorrer dos anos.

Também não se pode deixar a alimentação de lado. Quando a criança já tiver idade para se exercitar com uma frequência um pouco maior, é preciso reforçar suas refeições para que ela tenha energia suficiente para gastar. O reforço deve ser feito com alimentos saudáveis. Sendo assim, inclua frutas, legumes, verduras e outras fontes ricas de proteína na dieta dela. Aos poucos, ela se habituará a gostar desse tipo de refeição e se sentirá mais disposta nas atividades realizadas. 

Cultivar hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos desde a infância é excelente para o desenvolvimento motor das crianças. Além disso, é uma das melhores maneiras de garantir ao seu pequeno uma rotina mais saudável também no futuro, em sua vida adulta. 

Gostou do nosso post? Então confira também mais 6 atividades físicas para se divertir em família!

Sobre o autor

Academia Boa Forma

Deixar comentário.

Share This
Navegação